Postagens

Mostrando postagens de Março, 2016

Ilusão

Imagem
Sinto falta de tudo aquilo que nunca fomos. Nostalgia de tudo aquilo que nunca vivemos. Carrego em mim alvitres de momentos que jamais existiram e meu peito se sobrecarrega de um anseio louco por uma pessoa que nunca existiu. Recordo-me de todas as falsas juras de amor e convivo com o vazio que em algum momento, por um breve e eterno momento, foi completamente preenchido por toda essa ilusão que foi criada em mim, por mim. Sou apaixonado por um ser que só eu enxerguei! Ah, quem me dera fechar os olhos e acordar no momento em que não te inventei. Mas ao contrário, eu te arquiteto, te reinvento, te apago e te rascunho novamente e exatamente igual a primeira vez. Como pode o coração se enganar assim? Ver o sol onde a noite perdura, vislumbrar doçura onde só houve amargura. Como pode viver em um pesadelo tão eterno, sabendo da verdade e não conseguir despertar? E nessa tortura de viver a verdade, buscando provar que foi autêntico, o tempo insiste em não passa. Parece preferir ficar preso a um …

Senta aqui...

Imagem
Pare de correr! Para que tanta pressa? As coisas não irão mudar de lugar. Senta do meu lado e vamos conversar. Dedique um tempo a nós! Não importa se estamos separados por centímetros ou quilômetros, apenas sente aqui. Se vamos sorrir ou chorar... Não sei. Na verdade não importa. Apenas encoste sua cabeça no meu ombro e deixa eu sentir o cheiro do teu cabelo enquanto falamos de tudo ou de nada. Deixa eu sentir sua presença mesmo estando sozinho. Deixa eu saber do seu dia, dos teus sonhos, anseios e frustrações. Vem... Senta aqui! Se quiser colocar tuas mãos nas minhas eu deixo, se quiser deitar no meu colo e me oportunizar afastar de você teus demônios com um cafuné eu posso tentar. Ou podemos ficar em silêncio, olhando para o nada. O que talvez você não entenda e que eu apenas quero estar em um pequeno pedaço deste mundo infinito com você. O que você não compreende é que criamos um mundo todo nosso, com alguns graus de areia e mesmo assim olhamos a imensidão que só nos diz respeito. Então…