Postagens

Clarisse

Imagem
Complicado era ser Clarisse. Complicado era entender Clarisse. Uns a chamavam de bipolar, outros de estranha... Muitos se aproximavam e tantos outros se afastaram dela. Por bem ou por mal. Tudo confuso. Tudo Clarisse.
Ela passou tanto tempo de sua vida se moldando para ser aceita que acabou se esquecendo de quem um dia foi. Já não tinha essência... Seu passado era montado por circunstâncias que ela mesma criava. Por tantas vezes foi Maria, Júlia, Ana, Clarice, Clarisse tantas outras...
Maria se perdeu... Hoje passa os dias buscando migalhas de si mesma. Tentando se achar... E se fechando a cada dia se perde em pensamentos, momentos, sentimentos...
Agora, quando mais tentam se aproximar de Júlia, mais rápido e abruptamente ela se afasta. Mas ela sabe que não pode viver assim, então tenta se sociabilizar. E ela é muito boa nisso! Mas odeia cada instante: Sorrisos, abraços, piadas, futilidades... Perda de tempo?
Ana procura a solidão, mesmo que no fundo odeie estar sozinha. Sim! Ela odeia est…

Mais um pensamento...

Cara, a vida se mostra cada dia mais complexa, não é mesmo? Passamos horas e mais horas pensando em coisas que fizemos que não deveríamos fazer e em coisas que não fizemos e que deveriam ser feitas. “Quem sabe o segredo de tudo não seja apenas ouvir o coração?”. Foi algo que li recentemente e que merece uma reflexão sincera e solitária. Vale mesmo a pena pensar tanto nas consequências de atitudes que outrora se desejava tanto? Parar de pensar, deixar de se importar, pedir pra ficar ou saber perdoar? Reconhecer que errou, ser mais sereno e confiar? O mais legal do ser humano é a sua idiossincrasia... É a particularidade de cada um. O mais prazeroso da vida não está no tempo que os momentos duram, não é mesmo? Se pensarmos com mais carinho, talvez nem a intensidade com que acontecem. Há de se levar em consideração apenas a pureza do ato, o se doar, e não esperar receber. Talvez não sejam as expectativas, e sim a veracidade! Ser diferente ou fazer a diferença não agregam valor a nada! Ou ta…

Não é por nada disso... (POESIA)

Imagem
Não é pelo que você tem, e muito menos pelo que pode me oferecer. Não é pela sua idade, sua beleza, muito menos por essa pele macia... Não é pelas tuas histórias, tuas conquistas ou tuas fraquezas... Não é por nada disso. E é por tudo isso ao mesmo tempo.
Não é pela cor do teu cabelo, pelo teu sorriso encantador e pela forma com que me olha. Não, de fato não é! Não é pela alegria que eu sinto quando te vejo, pelo desejo que me consome quando te abraço ou pela proteção que sinto quando estou ao teu lado... Não tem nada a ver com as mensagens sem sentido apenas para mostrar que está pensando em mim.. Não é por nada disso. E é por tudo isso ao mesmo tempo.
Não me importa teu passado, afinal, ele te moldou assim. Não estou nem ai com teu presente, nunca liguei mundo pra mim, sabe? E não me preocupo nem um pouco com teu futuro. Já sei como será... Mas não! Definitivamente não é por nada disso. E é por tudo isso ao mesmo tempo.
Enxugar tuas lágrimas? É... Talvez. Você não fica bem de olhos vermelhos. Co…

Machismo Sentimental

Imagem
Por que tens que ser forte? Não se acha no direito, assim como os demais? Ao contrário do que pensam, sofre e sofre muito.
Passa noites acordado pensando em teus erros, buscando se redimir de pecados que não são seus. passa dias em silêncio, na esperança de ouvir alguma voz dizendo que tudo vai passar.
Passam dias, meses, passam anos procurando a falsa certeza de tudo o que já me aconteceu. Mas só encontra mais dúvidas e nenhuma resposta sequer.
Chora, bebe, canta, sorri na presença dos outros, diz estar bem. E tudo isso, ao mesmo tempo que implora para que alguém derrube essa máscara e com ela deixe as lágrimas, antes escondidas, virem a tona.
Perde a fome, perde o foco, perde o que já nem tem mais a perder se perde no mundo
se perde na vida.

Pais precoces de nossos pais

Imagem
Talvez eu esteja sendo egoísta com o que vou escrever aqui. Na verdade, até acredito que estou sendo, mas é o que penso e no fundo é para isso que este blog serve. Colocar o que tenho pensado. Na minha humilde e teimosa opinião, o Ciclo da Vida nos dá conceitos básicos, intrínseco ao nosso DNA. Algo que vai muito além da frase célebre, muitas vezes creditada a Alan Kardec que nascemos, crescemos, nos reproduzimos e envelhecemos. (NAÎTRE, MOURIR, RENAÎTRE ENCORE ET PROGRESSER SANS CESSE TELLE EST LA LOI). Existem subfases nessa brincadeira... Muitas. E hoje vou tratar de uma: Pai e Filho / Filho e pai. Creio que os nossos maiores exemplos, que os seres com a maior responsabilidade pela nossa formação, por nosso caráter e por como seguiremos esse intervalo de tempo entre nascer e morrer são nossos pais. Nós, como aprendizes erramos, os decepcionamos, os magoamos... Não estou aqui afirmando que estamos certos ao fazermos isso, mas é algo mais aceitável, mais dentro do que aprendemos como Ci…

Quando?

Imagem
Em qual esquina eu a deixei? Ou será que ela se foi sozinha? Em qual momento essa tal ledice deixou de me fazer companhia? Quando foi que eu perdi o prazer de estar cercado de pessoas? Em que situação o mundo parou de fazer sentido?
Tento, tento muito, achar o caminho de volta. Mas sinto que a ponte que me liga a realidade não está mais de pé. Queria pelo menos que a minha necessidade de silêncio fosse respeita. Que minha falta  de paciência com o que é fútil e vazio fosse valorizada. Eu queria...
Ah! Como queria amar loucamente, Sentir intensamente, Querer sem limites e entender que o limite é apenas um ponto de vista. Eu não era assim. Ninguém nasce assim. Mas é assim que sou. Um mundo cheio de vazios e um vazio cheio de mundos.
Não sei lhe dar com a hipocrisia, Não consigo aceitar as intolerâncias que se camuflam com tantos nomes. Mas isso não é se intolerante? Não estou eu errado em um mundo de pessoas certas? Qual o sentido de tudo isso? Qual o sentido de nada disso?
Eu só queri…

Poeminha

Imagem
Que sejam belos os teus dias, Assim como teus olhos são... Que seja lindo teu sorriso, Assim como é teu coração...
Veja quão lindo é o dom de viver, E viva. Sinta o quão prazeroso é o dom de sorrir, E sorria!
A dor o tempo leva, A mágoa os dias apagam, Mas o amor... Ah, esse tal de amor... É a teimosia em sua essência mais pura.
A saudade a gente manda embora, A tristeza? Cai fora! Que fique o que tiver que ficar,
E o que não tiver que ser... Simplesmente não seja!